Autoestima é mais que amor.

Uma das questões que sempre marcará presença por aqui é a da AUTOESTIMA.  Afinal,  não existe empoderamento feminino sem que haja o fortalecimento da autoestima!  A sensação poder alcançar um objetivo, de acreditar em você, no seu potencial e na sua capacidade de realização, tem tudo a ver com a forma que você se enxerga e modo como demonstra amor por si mesma.  Carreira, relacionamento, bem estar… tudo depende de como você se sente ao se olhar na espelho. Você ama o que vê?

Conheço tantas mulheres lindas, geniais, independentes financeiramente, bem sucedidas na profissão que se submetem à relacionamentos tóxicos por medo de ficarem sozinhas ou por não acreditarem que merecem mais.

5b7df9f4189971d02d94d94791ffb2df A moda é uma forma de fortalecer sua autoestima. Quando você se olha no espelho e acha que está bonita, sente-se mais segura e confiante.  E sentir-se bonita passa por 3 momentos:

  1. Aceitação – Aceitar quem você e se amar do jeitinho que é.  Você é linda!   #ACREDITA BONITA!
  2. Autoconhecimento – Saber quem realmente é você, e qual a mensagem que  deseja transmitir através da sua imagem
  3. Aprendizado – Aprender a vestir seu corpo. Valorizando seus pontos fortes e neutralizando os pontos fracos. Afinal todo mundo tem defeitinhos que não curte no próprio corpo! O nariz da Gisele Bundchen é grande e torto de marré-de-si. O meu também e embora eu não tenha aqueles olhos azuis pra compensar, tô bem feliz com ele. ❤

677f9dfdc60b6839e972fb6af413e634

E pra você, que é mãe de menina, tenho uma grande motivação para que busque elevar sua autoestima:  Sua filha.  

Psicólogos  confirmam que meninas tendem a repetir o comportamento das mães, em relação à confiança em si mesma e autoestima. Se sua filha cresce assistindo de camarote sua mãe se depreciar, rejeitar seu corpo e cheia de inseguranças em relação à imagem, há grandes (eu diria enormes!) chances de fazer o mesmo.

Com base nesta informação, a Dove (empresa de cosméticos)  realizou uma pesquisa com 3.300 mulheres de dez países, incluindo o Brasil, com idade entre 15 e 64 anos. Entre as  adolescentes e jovens brasileiras entrevistadas, 57% apontaram a mãe como a primeira pessoa a influenciar a forma como se relacionam com a própria imagem. Outro dado que me assusta é que 92% das meninas entre 15 e 17 anos que participaram da pesquisa, adorariam mudar algo no corpo. E para 97% delas, uma transformação física melhoraria a autoestima.

Então, mulher, mexa-se!  Busque ajuda. Uma terapeuta pra lidar com os traumas. A minha ajuda pra lidar com a questão da reconstrução da sua imagem na prática.  A ajuda das amigas pra te apoiarem a dar o primeiro passo.  Quem sabe vocês passam por este processo juntas? #deturminhaémaislegal

E continue por aqui, pegando dicas pra ficar mais bonita, pra tornar a vida mais leve. E se quiser, me chama! Me conte sua história, pergunte o que você quiser. Eu seguro a sua mão, mesmo que virtualmente. Você pode muito mais do que imagina. Acredite!

52605763117f36fed83b35ed1eaa9eb0

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s